Em protesto contra salários atrasados, servidores da saúde paralisam atendimento no maior hospital público do RN

Apenas casos de emergência estão sendo atendidos no Hospital Walfredo Gurgel, em Natal. Ato foi batizado de ‘apagão’.



Apenas casos de emergência estão sendo atendidos no Hospital Walfredo Gurgel, em Natal — Foto: Marksuel Figueredo/Inter TV Cabugi
Apenas casos de emergência estão sendo atendidos no Hospital Walfredo Gurgel, em Natal
— Foto: Marksuel Figueredo/Inter TV Cabugi

 

Os servidores da saúde do Rio Grande do Norte iniciaram na manhã desta quinta-feira (10) uma paralisação de 24 horas no Hospital Monsenhor Walfredo Gurgel, em Natal, maior unidade da rede pública do estado. Apenas casos de emergência estão sendo atendidos. O ato está sendo chamado de ‘apagão’, e é em protesto contra o atraso no pagamento de salários.

À tarde, por volta das 14h, haverá também uma assembleia onde será avaliada a proposta apresentada na noite desta quarta (9) e que foi aprovada por 10 categorias de servidores. Nela, ficou acertado o parcelamento do salário de janeiro, com a aceitação do recebimento do passivo deixado pelo governo Robinson Faria (PSD) para quando o Executivo receber recursos extras.

O governo ainda deve o restante do pagamento do 13º salário de 2017 para quem ganha acima de R$ 5 mil, parte do salário de novembro do ano passado, e mais o 13º e a folha integral de dezembro de 2018 – totalizando uma dívida de quase R$ 1 bilhão.





Buscar

Siga-nos

Enquetes

Nenhuma enquete encontrada.

Parceiros

Publicidades



89 FM João Câmara | Todos os direitos reservados
89fmjc@gmail.com / (84) 3262 - 2466 || (84) 9 8781 - 2337